quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Novo Ano, denovo.

O que pode combinar mais com virada de ano, além de roupas brancas e sorrisos amarelos?!
Contagem regressiva à meia-noite?!
Estourar champanhe?!
Abraços por convenção?!
Também, mas, não é sobre nenhuma dessas coisas de que quero falar agora.
Quero falar das listas de resoluções. Sabe tudo aquilo que juramos que iríamos fazer no ano anterior e não fizemos mas acreditamos que vamos fazer no ano seguinte? E que na realidade, sabemos que mais uma vez não vamos cumprir.
Pois é, somos tão medíocres que precisamos colocar em um papel algo que realmente não temos a menor intenção de que saia dele.



Economize caneta e papel ou espaço no PC com planilhas e documentos.
Se quiser mudar
de verdade algo em vc antes de olhar pra sua barriga olhe pra o seu coração (sentimentos) ou pra a sua cabeça (pensamentos).
O mundo já esta saturado de "gente bonita" ele anda precisando de gente com conteúdo e que se disponha a quebrar a rotina do conformismo e da alienação, em todos os sentidos. Não espere que uma catastrófe aconteça em um país pobre pra você se solidarizar e ajudar. 

Faça algo agora mesmo, aí onde você está.
Contrariando um princípio que guardo intrinsecamente (de que conselho e opnião só devem ser dados se forem solicitados) aconselho que não levemos muito a sério nada que comece com "Depois eu faço...", "Amanhã eu começo..." ou "Ano que vem eu prometo..."
Mudanças e decisões vem acompanhadas de atitudes.



PS.: A próposito, Feliz Ano Novo! Como vivemos no Brasil tenho consciência de que não estou atrasado em desejar apenas hoje minhas felicitações. Todos nós sabemos que oficialmente o ano só começa depois do carnaval.

Um comentário:

  1. Aee Lipito realmente tdo início de ano fazemos akela lista de coisas q não conseguimos realizar no ano anterior... ficamos fazendo aquela reflexão e no final das contas continuamos na mesma!
    ahaam feliz ano novo, só esqueceu de mencionar q este ano vai até começar a copa do mundo dae para e depois recomeça!
    abração ae té mais

    ResponderExcluir